insights

Treinamentos Digitais: Como otimizar a capacitação dos colaboradores



Há muitos benefícios em aplicar as tecnologias para auxiliar o aprendizado corporativo, alguns deles são: rápida customização do conteúdo, agilidade na distribuição, mobilidade e escalabilidade no acesso, indicadores de performance em tempo real, entre muitos outros. 


No entanto, vejo que no mercado há uma fricção na implementação destes treinamentos digitais, com isso é extremamente necessário considerar alguns pontos essenciais para que o treinamento digital seja eficiente e traga os resultados esperados por todos. 


Cenário Atual

Atualmente há muitas empresas que possuem uma grade composta por treinamentos tradicionais, que envolvem altos custos relacionados; ao local, transporte, hospedagem, alimentação e instrutores. Além disso, o custo relacionado ao tempo que o colaborador está no treinamento ou até do equipamento ou maquinário que está parado durante todo o período. 


Diante essa situação, as empresas digitalizam os conteúdos dos treinamentos com objetivo de reduzir custos e aumentar a eficiência dos colaboradores. Porém o que acontece é a simples digitalização dos conteúdos do treinamento tradicional, que possibilita o acesso do colaborador à uma plataforma de aprendizado digital. 


Neste caso, pode até ser que, em um curto e médio prazo, haja uma redução de custos, em comparação ao treinamento tradicional, mas isso não significa que o colaborador terá um índice de aprendizado melhor. 

Em grande parte dos casos que já tive a oportunidade de analisar, há uma redução no engajamento e de participação dos colaboradores nessas situações. Assim, uma solução que era para facilitar acaba não sendo tão utilizada e o investimento realizado torna-se um custo oneroso para organização.  

Por uma série de fatores essa situação - de baixo engajamento - pode acontecer, aqui cito dois deles: 


Falta de planejamento da experiência de aprendizado do colaborador: inserir uma solução digital complicada demais para o colaborador não é boa escolha. O treinamento tanto em seu conteúdo como nas ferramentas utilizadas, deve facilitar o processo de aprendizagem e não ser um obstáculo. 


Falta de incentivos na jornada de aprendizado: conteúdo cru, não cria engajamento. Qual incentivo pode ser criado para os colaboradores se engajarem? Incentivos dentro do conteúdo? Incentivos relacionados a benefícios? Há uma série deles. 


Por isso não é só utilizar a tecnologia, mas sim pensar como ela pode ser inserida no contexto atual dos colaboradores de forma que a empresa consiga tirar o máximo de proveito das tecnologias exponenciais existentes.


Conteúdo, treinando e aplicação 

Entender o conteúdo do treinamento, sua estrutura, o modo como é aplicado, qual o público a ser treinado, quais os cenários de aplicação e quais são os objetivos principais a serem alcançados são alguns dos itens primordiais para o desenvolvimento de um treinamento digital de sucesso. Com essas e mais algumas informações conseguimos analisar e desenhar soluções que permitam a fusão da tecnologia com a empatia organizacional.  


Tecnologia a ser utilizada 

Vai depender muito do objetivo de cada necessidade. Podemos trabalhar com uma plataforma LMS (Learning Management System) com uma interface, fácil, simples e moderna, que se comunique com outras soluções digitais necessárias para facilitação do aprendizado, e que pode ser atrelada a um sistema de formação chamado "blended learning", ou seja, algo misto, combinado, onde a maior parte dos conteúdos são transmitidos digitalmente, entretanto inclui necessariamente situações presenciais.


Uma outra possibilidade adicional é, usar um conceito "learning by doing" - aprenda fazendo - utilizando as soluções de Realidade Virtual ou Realidade Mista, que pode ser um ótimo caminho para treinamentos processuais, técnicos e de segurança de trabalho. Utilizar o Mobile Learning para uma equipe externa de vendas, pode ser uma outra alternativa, ou um Simulador hiper-realista para situações de risco. 


Atualmente há mais de nove soluções digitais que podemos utilizar e que comprovadamente elevam o ROL (Return of Learning) ou Retorno de Aprendizagem, tudo vai depender qual é o real desafio e necessidade da empresa em relação aos treinamentos corporativos.  


Sobre o Autor


Christiano Bem

Managing Director na Rokkets

christiano@rokkets.digital



Christiano Bem é Formado em Comunicação Social da Universidade Metodista de São Paulo, pós-graduado em Gestão Empresarial na Fundação Getúlio Vargas e possuí especialização em Transformação Digital. É Managing Director na Rokkets colaborando com soluções para os desafios mais complexos de seus clientes.

Receba nossos conteúdos

TECNOLOGIAS

WorkPlace

  • LinkedIn Rokkets
  • Instagram Rokkets
Logo Rokkets Digital Branco.png

© 2015 - 2020 Rokkets - Todos os direitos reservados.